Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2009
Quatro quadras na canção dos teus olhos, no som de um sorriso ou alvura que são os tempos onde te vi viver... Leva-te a brandura e o dançar das cordas que a minha guitarra sonha, o ambiente cuidadoso que as estrelas saboreiam, o toque quente de uma mão e a profundidade amena da tua imaginação, traz-me o futuro no teu regaço, no sonhos encontrados que são as imaginárias realidades de contornos sonhados... Uma vez apenas, sim, uma vez, no término de um ciclo incompleto, dá-me a valsa que me dançou e a noite cuja mão saboreou...
Bom final de fim-de-semana. Nada que não se deseje, no entanto, vamos primar pela originalidade! Desejar um bom ano tem sempre um estímulo, para quem deseja (na ânsia de ouvir o mesmo do outro lado) e para quem recebe, por isso, eis o meu desejo, para ti, na ânsia de ouvir o mesmo, aqui fica: bom final de fim-de-semana! Começo a retomar a escrita e alguns dos sonhos afloram, ainda que durante o dia. Circulava hoje de carro e surge a voz do costume, sussurrando umas letras, uma frase que tinha que converter em poema... Parei o carro, o caderno ia já aberto, de sobreaviso, não tive tempo sequer de abrir a porta, quando as palavras chegam assim, fazem-no com um misto de misticismo e física quântica, não são onda, nem são partícula, são uma espécie de materialização de pigmentos, na retina e no papel. O avançado da hora e o desejo de dormir umas boas horas para enfrentar o amanhã, fazem com que fique por aqui, fisicamente, porque mentalmente, tu sabes, estou aqui a ver-te e a tentar que
Diziam-me que a esperança é a última morrer... Acredito... O que significa também que morre sozinha...
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousamos fazê-la, teremos ficado para sempre à margem de nós mesmos" Fernando Pessoa