Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2020

Interlúdio

Imagem
"Interlúdio" ou a mais recente Crónica do Nada e que pode ser lida no Correio do Porto, clicando  aqui . Socialmente distantes, as pessoas apressam-se na devida separação do que é e do que pode ser. O balcão alonga-se na tentativa de ali caberem mais raspadores, o barulho das moedas, as aparas de uma aflição contida na esperança de ver sair dali o prémio, a ilusão, o desvio saboroso do destino que dali chama, as portas de vidro abertas de par em par, pacientes impacientes no vagaroso apressar. Sentado NA praça de alimentação, ou de espera, como é o meu caso ou ainda de aflição, as mesas de plástico casualmente desinfectadas por uma impreparada mão, o café no palato oscila-me entre a visualidade e o bom dia apregoado por quem do Rio de Janeiro vem. “Há que tentar a vida, né?” É cedo, a maior parte dos estabelecimentos comerciais estão ainda encerrados, abrem os usuais, ainda ensonados, o segurança de ar austero, deformação certamente, aponta e pede aos mais despreparados ou aq