2010-05-23

É este calor que me ensurdece, me dá voltas à imaginação para, agora, estar deitado numa rocha ainda quente, amparar a cabeça num tronco velho e, de dedo em riste, escrever as minhas próprias palavras juntando estrelas...

Sem comentários: