2017-10-08

Deus

Nada Te peço acima,
Deus,
do que quer que me vindime
nem vinha ou estio
sina que desfruto no vazio,
nos antípodas que excito
electrão proscrito
na órbita errante da existência,
faz-me crer neles como em Ti,
obrigado pela consciência
silenciosa alegria
da existência,
encontrar-Te na terra virgem 
aqui ou além
e rezar-Te ainda assim
na elegia,
pelo infinito 
e mais um dia.

Sem comentários: