2014-08-15

A Natureza encarrega-se de tornar natural as nortadas sentidas ao longo do dia. A noite amanhece fria e tornar-se mais fria será o reflexo da sua naturalidade. Apenas os pensamentos viajam, entrelaçando-se ao longo de um trajecto um pouco sem rumo, mas não sem direcção. Enquanto há fôlego, coração, existirá a necessidade, natural, de ser mais leve que o ar que expiro e, quem sabe, ascender ao cimo de mim mesmo para encontrar o outro eu que me inspira.
A vida corre rectilínea, o mundo gira.
Algebricamente somos uma equação possível e indeterminada e quando nos encontramos perto da irredutibilidade afirmamos que talvez os cálculos estejam errados.
Talvez por tudo isto continue a preferir a inevitabilidade de ser infinito e, assim, poder afagar um dia, ainda que em sobressalto, e acalentar-me com a humanidade que brota de alguns animais para connosco. Nem tudo está perdido.
Enquanto houver caminho de regresso, nunca ninguém terá partido.

Sem comentários: