2014-03-24

Monumento

Algures,
alguém,
talvez ninguém
travará a batalha dos ímpios
por entre rios e canaviais,
a solidão de toda uma legião
e a cada agrura o seu tormento.
Pudesse saber o homem,
no vácuo entre a vida e o lamento,
que ele próprio, inconsciente,
se torna monumento.

Sem comentários: