2014-02-12

Tem(po)

Impera silêncio,
por entre a chuva chove frio
gelado e promessas de um tempo
melhor,
o tempo
não as promessas
que, valha-nos Deus, essas
querem-se no silêncio
quando este se destrona.

Sem comentários: