2013-05-21


É Outono no Universo,
estrelas soltam-se dos meus braços
por ter os ramos secos,
444 ventos cósmicos acesos
fogem à pequenez do infinito
por sentirem chegar o fim dos seus medos.

Sem comentários: