2013-01-10

Ainda que me doa
o acordar
é pelo sonho que me vivo,
no momento de me ter escrito
separar o vulgar
de um sopro inaudito
cá te almejo por entre mim
fugindo
do destino que soçobra altivo,
és planeta que se expande
num botão de Universo que plantei no meu jardim.

Sem comentários: