2012-12-25

Uma colina, onde o Sol brilha durante todo o dia, desde o dissipar do nevoeiro de manhã, até ao local onde se espreguiçam as sombras do final da tarde. 
É tudo o que quero. Um sítio onde possa ver o Garrincha aquecer-se em todas as noites de Natal. 
Enquanto não encontro, aconchego e protejo a família no coração e, subindo e descendo montanhas, vou fazendo o caminho, procurando olhares e sorrisos, gentes com pessoas dentro, que me falem palavras com letras pelo meio, aliás, que nem precisem de falar para eu as entender. 
Até lá, todos os dias são os dias antes da véspera de Natal.

Sem comentários: