2009-11-10

A amar

Há o toque e o tocar,
há o corpo que se contorce
e uma forma no ar
a bailar.
Há o olhar e as mãos,
há o tempo que se evapora
num abraço a vagos vãos
a chorar.
Há algo que procuras,
há perdido em todos os achados
e o sentimento que seguras
no peito
a arfar.
Há ternura e solidão,
há o instante em que te vais
e o calor que deixas cá dentro
a amar...

5 comentários:

V disse...

Ou não fosse a incansável procura feita disso mesmo.....dos sentires.

Abç

Princesa Bé disse...

pois...

temos e vivemos em polos, em opostos... e é muito bom saltitar nisso tudo...

O Guardião disse...

O sentir pode ser corpório pode ser sensorial, mas nenhum humano vive sem sentir, sem amar ou odiar!
Cumps

C Valente disse...

amar, sempre
saudações amigas

IsaMar disse...

amar é isso tudo aqui bem escrito. Gostei.