2009-09-27

Parabéns Ana

Cais-me
como as manhãs frias no acordar,
palpitas-me o peito
e a vida
na junção do dia com teu olhar.

Cresces-me
como a vida num momento,
sussurras-me o silêncio
e o sorriso
no beijar do sonho com meu vento.

Leva-me no ventre,
percorre as horas da madrugada
e dá ao Sol
quem te prometeu,
hoje dormem as estrelas em ti,
amanhã o presente não tem forma,
sou eu...

7 comentários:

Vieira Calado disse...

Vamos então, como sempre,

esperar pelo dia de amanhã!

Um abraço

IsaMar disse...

o presente não tem forma, só no dia seguinte. a sua forma transformou-se em passado.
jinhos

Eli disse...

Amanheceu aqui...

:)

Lua disse...

Sim... Parabens Aninha querida!
Gosto muito de ti!
Gosto muito de voces!
Desejo o melhor do mundo!

Princesa Bé disse...

afinal há luz...

consegues vê-la?

sonhos sonhados disse...

kerido Miguel

...poema lindo!

..."amanhã o presente não tem forma/ sou eu..." ...
dois versos esplêndidos!

xis létinha

Titá disse...

Lindo poema!

Vim deixar um beijo e desejar um bom dia, cheio de música.