2005-08-30

Para lá

Espantadas com o meu silêncio
as palavras vêm até mim...
Empunham um espelho
onde me encontro reflectido,
longe dos olhares
e dizeres,
das falsidades
e fúteis afazeres...

A imagem chama-me,
para lá...

Sem comentários: